Os Gêmeos

16 de fevereiro de 2009

Enquanto isso na sala de justiça (2)

Sobre aquele imenso vazio que nos preenche:


- Eu não sei o que está acontencendo comigo, sinto um vazio imenso aqui dentro de mim... Um vazio que atende pelo nome de indiferença. Não gosto de indiferença. Acho que é o pior tipo de sentimento que pode existir. Antes sentir ódio, mas sentir. Porque não sentir nada é tão ruim.


- Mas tem que ver que isso é bom para você. Pensa bem. O seu coração está reconhecendo agora tudo o que você já diz com a boca há muito tempo. Indiferença hoje? Sim. Ruim se fosse permanente, mas é só um momento de adptação. Logo restarão apenas lembranças de um tempo passado que não significa mais nada do que significou antes. Entendo esse momento como uma preparação para as coisas que virão. Coração leve, livre, sem alguém para te prender. Coração enfim esperançoso e vivendo um novo momento. Momento este que te levará de encontro com a felicidade. Você está há tanto tempo batalhando por isso mesmo. Fique feliz pois você finalmente está se libertando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Somos o que há de melhor! Somos o que dá pra fazer...
O que não dá pra evitar, e não se pode escolher..."